O Pico das Agulhas Negras é o ponto mais alto (ponto culminante) do estado do Rio de Janeiro, terceiro mais alto de Minas Gerais e o quinto mais alto do Brasil. O Maciço da Itatiaia encontra-se na divisa entre os estados de São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais.

O Parque

Parque Nacional de Itatiaia foi o primeiro parque nacional do Brasil, criado em 14 de junho de 1937 pelo então Presidente Getúlio Vargas.

Onde ficar?

Quem pretende subir o Pico das Agulhas Negras ou Maciço da prateleiras tem três opções:

  1. Hospedar-se no abrigo Rebouças, que fica a 1,5 km do estacionamento.
  2. Hospedar-se no Camping Rebouças, no mesmo local do abrigo.
  3. Hospedar-se fora do Parque. Eu escolhi essa opção. Fiquei num Hostel chamado Picus Ecoturismo, que fica a 10 min da estrada que sobe pro Parque.

Hostel Picus Ecoturismo

O Hostel fica no municipio de Itamonte – MG, possui disponibilidade de quartos compartilhados e também privativos. Possui Cozinha e banheiros compartilhados. Já me hospedei duas vezes e em ambas ocasiões foram bem tranquilas.

Guias

Thaiana e Felipe são donos do Hostel Picus. Com eles você consegue fechar um preço pra hospedagem e guia, já que o Felipe é guia. Fiz isso as duas vezes que subi o Pico das Agulhas Negras e valeu super a pena!

Thaiana: 35991142525

Outra opção de guia é o Deivi. Não fiz nenhuma subida com ele, apenas conversamos durante o retorno do abrigo Rebouças ao estacionamento (1.500 metros) e ele me pareceu uma ótima pessoa.

Deivi: 24999222591

Pico das Agulhas Negras

Apesar da distância ser curta e o desnível não tão elevado, essa subida exige bastante do corpo, então é bom estar bem preparado(a). Outro detalhe é que boa parte do trajeto é na verdade uma escalaminhada (escalada + caminhada) onde você utiliza tanto pernas como braços. Assim, caso tenha problema de coluna, não vá!

  • Altitude máxima: 2.791 metros
  • Dificuldade: Difícil
  • Distância: 1.300m de caminhada do abrigo até a base (40 minutos) + 3 horas de subida até o cume (escalaminhada).
  • Desnível: 361 metros da base ao cume
  • Material Essencial: Cantil, Casaco corta vento, comida para comer ao longo do dia, protetor solar.
20170715_133100614_iOS
Trecho mais difícil da subida. Uso de corda é obrigatório.
20170715_141938701_iOS
Escalaminhada próximo ao topo das Agulhas Negras
20170715_143731174_iOS
Trecho com uso de corda para acessar o ultimo patamar.

20170715_143949213_iOS

20170715_145115314_iOS
Topo das Agulhas Negras. O ponto alto lá atrás é o Maciço das Prateleiras e na sequência o vale do Paraiba.
20170715_163334515_iOS
Ilana, descansando em pé e se abrigando do vento frio enquanto espera a fila de gente pra descer um dos trechos de corda.
20170715_163416830_iOS
Ainda esperando..
20170715_171135014_iOS
de olho no vale
20170715_152933-2
Descida 60 graus.
20170715_174310641_iOS
Descansando durante a descida. As coxas já pesavam uma tonelada! 😛

Maciço das Prateleiras

  • Altitude máxima: 2.539 metros
  • Dificuldade: médio (até a base) / Difícil até o cume.
  • Distância: 1.500m de caminhada do abrigo até a base (60 minutos) + 1 hora de subida até o cume (trecho com corda).
  • Desnível: 79 metros da base ao cume
  • Material Essencial: Cantil, Casaco corta vento, comida para comer ao longo do dia, protetor solar.

Eu fui apenas até a base. O último trecho é necessário corda e estávamos acabados do dia anterior (subida ao pico das Agulhas Negras). A caminhada é bem tranquila e a vista da base, apesar de ser bem mais baixa que o topo das Agulhas Negras, é muito mais bonita! A vista do Vale do Paraíba é animal.

IMG_3508
Thiago na base das Prateleiras. Ao fundo o Vale do Paraiba e no canto direito a Serra Fina.
DSC04282-2
Maciço das Prateleiras visto de perto.
DSC04669-2
Nossas girls Power na base das Prateleiras
DSC04660-2
Back Street Boys das Montanhas

 

Anúncios